22 de ago de 2007

Eles inventam, você paga


A princípio parece tratar-se do comediante(?) e apresentador de T.V. Gilberto Barros.
Antes fosse, mas a comédia ambulante se chama Alfredo Peres da Silva que tem uma semelhança patológica com o antigo deputado Padre Roque (PT-PR) que também teve ideas inovadoras como a da lei do Kit Primeiros Socorros, o qual em sua "concepção original" constava inclusive de um ressucitador artificial e que deu muita alegria e dinheiro para os amigos de Roque antes que a lei fosse botada abaixo.
Peres diz só estar cumprindo uma ordem : "Existe uma lei complementar 121, de 8 de fevereiro de 2006, que determinou que o Contran regulamentasse o dispositivo antifurto obrigatório em todos os veículos novos saídos de fábricas ou importados. É uma determinação legal."
Por determinação legal pode-se entender que alguém deve tê-lo procurado determinado a ter a seguinte conversa legal:
- Olhe Peres, não tem nada, você vai ver é bem simples. Você diz que escolheu o tal chip porque tem know how nesse lance de roubo de cargas, aguenta um pouco da chieira, e depois tu leva um cala boca graúdo.
- Sim , mas vai ser difícil convencer que rastreador GPS é dispositivo anti-furto...
- O cala boca é da casa dos 6 dígitos ...
- ... dos mais sofisticados que existem! Aliás, carro 0 km é coisa de elite. O eleitorado há de se sentir vingado.
- E olha que o 4 dígitos também vai ficar feliz.
- Hehe, beleza. Agora devolve minha carteira.
- Ops! foi mal!
Portanto se você planeja comprar um carro zero daqui a 2 anos vai ficar feliz ao saber que estará ajundando os amigos de alguém que na época já estarão com boa parte do mercado de rastreamento por satélite.
O mais democrático disso tudo é que o equipamento é obrigatório, o custo é repassado para o consumidor, mas se ele funciona ou não é problema seu em querer pagar 100 pratas por mês para a polícia poder te informar que encontram seu dispositivo GPS jogado na beira da estrada, sem seu carro preso a ele, claro.
E olha que tem maluco que apoia a ideia.

16 bestaram:

Suzy disse...

KKKKK! Jorge, adoro a crítica com senso de humor, um talento que você esbanja.
Pois é, meu caro, será que nosso destino é o de sustentar vagabundos?

Hermenauta disse...

OK, mas seria mais apropriado de sua parte, então, rebater meus argumentos ponto a ponto (e olhe que eu nem fiz uma defesa tão entusiasta assim do negócio, só disse que Reinaldo Azevedo não levou em conta todos os aspectos da coisa) antes de me chamar de maluco, meu caro Sobesta.

abçs!

Jorge Sobesta disse...

Caro Hermenauta,

Desculpe pelo "maluco", mas você foi o único que tentou argumentar a favor dessa , digamos, empreitada. Nos idos de 97 fui uma das vítimas desse tipo de extorção, e não vejo motivo para que arranjem mais uma maneira de arrancar a grana dos pró-pobres.

Tentei comentar em seu blog mas não consegui. Voce não abre espaço para comentários?

Grande abraço.

Stella disse...

Sempre tem algum esperto inventando uma arapuca para pagarmos

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Essa esperteza não tem fim, pô?Cara , como podem ser tão criativos?Ah!Eu vô simboraaaaaa!

alexandre, the great disse...

Ô Jorge!
Por acaso vc agora está dando papo pra "aloprados"?
Cuidado... essa "urucubaca" pega, hein?


Alexandre, The Great

patrickgleber disse...

Às vezes penso que estamos sendo os atores de um grande reality show humorístico. Que a qualquer momento virá um diretor e nos dirá que o show acabou. Que o espetáculo Brasil chegou ao fim. Pena que essa minha conjectura não passe de delírio. Esses políticos pensam que somos o quê? É, eles realmente se superam!

P.S: Jorge, os endereços são os mesmos. Quando você digita blogdopatrick.br21.com você é direcionado para o endereço do Blogger.

Ricardo Rayol disse...

Isso que eu chamo de uma excelente análise mercadológica histórica.

Jorge Sobesta disse...

The great,

Esse é o primeiro da oposição que dá para dialogar. O cara é educado.

Patrick,

Beleza, mano!

Rayol,

seu puto prestimoso, hehe.

Grande abraço.

Hermenauta disse...

Os comentários lá no Hermenauta são e sempre foram abertos, mas às vezes o Haloscan, que é o sistema de comentários que eu uso, sai do ar.

Tudo bem, Jorge. Mas como mostrei no post, não fui o único a ser a favor _ teve até um editorial do Estadão exaltando o projeto de lei.

Não entendi uma coisa: a que tipo de extorsão você se refere?

Alexandre, "the great": bem, eu é quem fui chamado de maluco em primeiro lugar por alguém que sequer conhecia até agora. Sou eu quem está dando papo, portanto. Comporte-se.

abçs,

Fábio Mayer disse...

Aqui no PR inventaram uma lei que obriga que sejam executados os hinoa nacional e estadual antes de qualquer evento esportivo oficial, o que obrigará a todos os estádios, mesmo os de futebol suburbano, a terem equipamentos de som e vai atrasar o início da partidas ou, pelo menos, atrapalhar o aquecimento dos atletas.

Leis ridículas, feitas por parlamentares ridículos...

alexandre, the great disse...

"Comporte-se"... hummmm, sei... talvez como o sr MAG, ou o sr Palocci, ou o sr Dirceu, ou... não, Poleto não, nem Lula: eu não bebo.

Alexandre, The Great

Moita disse...

Jorge

Esse é um dos maiores cambalacho da história legislativa "dessepaiz".

Tem-se que combater é o roubo ou furto do carro! E pronto. Prendendo os ladrões e jogando a chave fora. Mas o ladrão é preso hoje e solto amanhã pra roubar de novo o seu carro com GPS e tudo.

É demais! Pra mim.

abraços

Jorge Sobesta disse...

Moita,

Acertou na moita, digo, mosca, hehe.

Grande abraço.

José Alberto Mostardinha disse...

Via Jorge:

... essa ai só mesmo para rir.

Então e se eu quiser que me roubem o carro e não querer que ninguém saiba quem foi a ladrão?

Afinal á mesmo malucos para tudo... ou não?

Obviamente que essa questão é do foro exclusivo do proprietário do veículo.
Ele é que se quiser tomará as diligências que achar necessárias.

Boa semana.
Um abraço,

SM disse...

Pense no lado positivo: um trabalhinho a mais para a polícia, já que ela terá de sair à caça dos gepeésses em beiras de estrada, rs.
Adoro seu blog e tomei a liberdade de linká-lo no meu. Se puder, dê uma passadinha por lá e, caso reprove, retiro o link, tá?

Abraço

Simone Maia