22 de jun de 2007

Os desgastes do Renan

Clique para aumentar


Lula esteve ontem na capital mineira com a importante tarefa de re-inaugurar uma avenida. A dita foi construída na época do governo JK e em seu projeto inicial era constituída de 4 pistas em toda sua extensão.

Algum safado da época embolsou grande parte da grana e mudou o projeto, sendo que ela teria duas pistas até a metade de sua extensão e daí se multiplicaria em quatro. Ninguém chiou na época, pois se tratava de uma via para levar os belorizontinos do bairro Lagoinha até a Lagoa da Pampulha, o tipo de projeto superfaturado e desnecessário, avenida para levar gente de lugar nenhum para nenhum lugar.

Pois bem, com o crescimento da cidade tornou-se inevitável que a avenida estivesse como em seu projeto original de 4 pistas e aquele safado que tinha embolsado a grana já deveria estar morto e/ou ninguém se lembrava do nome do puto.
A solução foi a mais lógica : Verba pública via governo federal , estadual e municipal para consertar a cagada, aproveitando para colocar o prefeito petista Fernando Pimentel no governo do estado.

Lula não poderia perder essa. Inauguração na capital do estado onde ele ganhou com maioria e onde se produz as melhores cachaças do Brasil? Chovesse canivete que sua presença ainda era garantida.

Porém nem tudo era alegria no coração do molusco. De quando em quando ele se perguntava : "Porra, e o Renan?" Sim , seu coração guardava espaço para se preocupar com o desgaste do cumpanheiro presidente do senado, atolado de pobremas com a justiçia.

O Aerolula cortava os céus do Brasil. Lá embaixo população se desgastava com os atrasos nos aeroportos, com os desmandos do governo, com a falta de segurança e o coração do presidente a perguntar : "Porra, e o Renan?" .

Ricardo Rayol se desgastava tentando não chegar atrasado em suas reuniões, David se emputecia com a ignorância popular, Jorge tentava voltar ao normal após uma desgastante blogagem que lhe deixou um gosto amargo de Gerald Thomas e o coração do presidente a perguntar : "Porra, e o Renan?" .

Já em solo mineiro, e dentro do horário, graças ao uso prioritário do CINDACTA, tudo era alegria. Foguetes, discursos inflamados, desfiles e nenhum puto para protestar (povo bunda). E dá-lhe cachaça! "Essa, senhor presidente, é de Salinas, papa finíssima!" e o coração do presidente a perguntar : "Porra, e o Renan?"

Visitas à favelas retocadas, entrega de chaves a novos moradores, uma Cristalina do Picão aqui e uma Boazinha alí, e o presidente só pensando nos desgastes do Renan.

Na volta para Brasília, bem instalado em seu confortável avião que sempre sai no horário e sorvendo o resto de uma garrafa de Providência, sua preocupação constante com o cumpanheiro agora era acentuada pelos efeitos do álcool, lá embaixo milhares de brasileiros se desgastavam nos aeroportos sem saber se chegariam em casa um dia, outros sendo assaltados ou mortos e outros tantos se desgastando no trânsito caótico das grandes cidades.
Porém os olhos do presidente não viam nada disso, apesar de estarem nos noticiários exibidos no telão de plasma do aerolula a sua frente, nenhum desses desgastes era capaz de tirar-lo de seu transe : "Porra, e o Renan?"

Lá pelas tantas, chapado e sonolênto, Lula travava uma briga entre o coma alcoólico e preocupação com os desgastes do cumpanheiro. "Mônica, sua cadela de satã", "Entrega os podre dos outro e livra o seu,Renan", "Que qui ces tem com isso? As fazenda dele da lucro!" balbuciava entre delírios.

D. Marisa, sabedora do que lhe espera toda noite ao tentar remover o marido do sofá para acama, ordena a dois capatazes que façam o trabalho sujo. Antes de desmaiar de vez Lula agarra a gravata de um deles e pergunta uma última vez : " Porra , e o Renan?"

- Quem, o Calheiros ? retruca o serviçal
- Fvrum. Grune Lula.
- Ora presidente, ele que se foda até aparecer outro encrencado.

E finalmente Lula cai no sono profundo, consolado com a certeza de que logo um cumpanheiro ira se tornar a bola da vez, salvando o couro de Renan, tal qual aconteceu com Dirceu.

3 bestaram:

David disse...

Do Dirceu e de tantos outros né?

Patrick Gleber disse...

Hehe reinauguração, era só o que faltava.


Patrick Gleber
www.blogdopatrick.br21.com

Thiago Barbosa disse...

Onde será que esta história vai parar, na minha modesta opinião, em lugar algum, já já todo mundo esquece, e vamos todos a uma bela pizzaria!!!