23 de mar de 2007

Juíza de outro planeta tem idéia brilhante


Adriana Angeli de Araújo, do planeta Higel 7, atualmente magistrando na Terra, mais precisamente na 2ª Vara da Infância e da Juventude do Rio de Janeiro informou ontem que o "demenor" E. Toledo de Lima que concientemente arrastou até a morte o menino João Hélio de 6 anos por 7 km, junto com seus amigos, fazendo zig-zag e ainda informando aos que os alertavam que tinha um menino preso ao carro que : "Não é menino não, isso é um judas que a gente tá malhando", pode ficar incríveis 3 anos em regime fechado.
Entretanto, considerando a pena um tanto quanto pesada para um menor, adolescente cheio de vida, que tem conciência e poder de votar para presidente e que com autorização dos pais pode ter até sua carteira de motorista, mas não sabia que arrastar um menino é hediondo, a magistrada, num momento de rara esperança, sugeriu como alternativa que E. Toledo de Lima tenha liberdade assistida em 4 meses.
Adriana afirmou que o rapaz passará por avaliações a cada quatro meses e numa dessas consultas, feitas por especialistas (psicólogos e assistentes sociais) do Juizado de Menores, o jovem pode acabar ganhando liberdade assistida. "Em agosto, o menor deve passar por uma avaliação. E, se os profissionais considerarem adequado, ele pode progredir de regime".
Disse isso após declarar que todos os envolvidos, inclusive nosso rapaz de futuro, sabiam que estavam arrastando o menino.
Eu não sei como funciona esse lance de liberdade assistida lá em Higel 7, mas aqui no Brasil até um cachorro de rua sabe que em agosto não haverá avaliação alguma, pois esse pequeno monstrinho vai desaparecer do mapa, só tornando a reaparecer nas manchetes, quando cometer um crime ainda pior.
Vossa excelência deve ser uma pessoa com muita fé na humanidade, coisa boa de se admirar, mas está se esquecendo que nosso pequeno notável não tem nada de humano em sua negra alma de monstro e assim como o Brasil, não tem conserto.
Sei que a juíza deve ter trilhado um longo caminho para estar numa posição tão importante para a sociedade, porém isso não a exime de ser vítima de um crime hediondo. Nem V. Exma. nem seus filhos, caso os tenha, estão livres desse mal, ainda mais morando no Rio de Janeiro.
O bom dessa decisão é que, caso E. Toledo de Lima seja solto em 4 meses, possa acordar um dia na disposição de cometer alguns crimes, alegre e feliz por ser mais um impune nessa nação, cantando de alegria "Eu só quero é ser feliz / andar tranquilamente na favela onde nasci" e dê de cara, ao sair de casa, com algum bandido noiado que ponha fim de uma vez por todas em sua existência inútil e maléfica.

17 bestaram:

Suzy Tude disse...

Jorge, meu amigo, desculpe mas acho que neste caso só se faria justiça com a pena de morte do 'dimenor' e da 'meretríssima', só assim não só o monstro não poderia mais cometer crimes hediondos como também a 'juíza' não poderia mais dar 'vereditos' que colocam cidadãos de bem em perigo de vida.
Grande abraço

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Jorge:

Quem sabe ele, dessa vez, não arranja um desses juízes para arrastar com o carro?
Bom fim de semana.
Um abraço,

Saramar disse...

E la nave va...

Enquanto os coitadinhos dos menores não começarem a arrastar "autoridades" e sua prole, a lei não mudará.
Como são todos muito protegidos, ....

beijos
P.S. a cerveja aqui é muuuito boa, principalmente neste calorão.

Ricardo Rayol disse...

Como eu ando dizendo... aguardar para ve-lo sair e amarrá-lo na traseira de um carro qualquer, roubado ali na hora, e arrasta-lo por 14 quilometros. Linchamento já.

Anônimo disse...

oi acabei de entrar no seu blog,achei mto interessante,mas ao ler isto nao posso deixar de demonstrar o meu choque,essa juiza devia ser arrastada e o seu escalpe arrancado para ver se e bom.Realmente essa gente so deve ter e me desculpem o termo,merda na cabeca.Mas e so deixar ele vir pra fora,a cara dele ja teve no jornal mesmo,ainda alguem pega nele e da uma boa sova,infelizmente espero que nao seja nenhum cidadao do bem,porque nao ha alma do bem que mereca ir para a prisao por dar uma sova num assassino(como tanta vez acontece.)um abraco.andreia

Alexandre, The Great disse...

Jorge.
Sou do RJ e vc imagine a revolta e indignação que estamos vivendo com todos estes episódios sórdidos, como se não bastassem os bandidos, a Justiça e até o "presidente desta república" busca justificativa para a selvageria e a barbárie.
Estes casos, e outros tantos anteriores, são vetores que concorreram para responder o seu questionamento lá em casa: "palavras servem para os apalavrados, letras para os letrados, neste país de botocudos as coisas só se resolvem na porrada".

Saudações!

Fábio Max disse...

É que lá em Higel 7, juízes pensam que são Deuses sabe?

E como deuses, eles não precisam nem estudar, nem ler jornais, nem descer ao nível dos pobres mortais, nem se indignar com um crime como esse, que lá em Higel 7 é brincadeira de criança filha de juiza.

Lá em Higel 7, juízes são de regra filhos, parentes ou indicados de desembargadores, o que os torna DEUSES e, sendo DEUSES, eles sabem distinguir um bandido que mereca a morte, de um menor, coitadinho desamparado pela sociedade, que eventualmente errou conscientemente!

Jorge Sobesta disse...

Alexandre,

As vezes eu penso que estou vivendo um pesadelo forjado pelo diabo nos mínimos detalhes.

Não sei o que se passa na cabeça de pessoas como estas. Mas tenho um (ex) amigo que se tornou juíz do trabalho, conheço de perto o que os advogados chamam pelos corredores de juizite.

Forte abraço.

Walter Carrilho disse...

Isso é que é rapidez educacional. Ele vai ter apenas 4 meses para aprender outras formas mais eficazes de matar crianças e já vai sair prontinho pro mercado da bandidagem. Legal, queria que as faculdades fossem tão rápidas...

Isto e meu...Silvia disse...

De amarelo pinto nossa amizade...
De verde nossa esperança...
De azul pinto nosso céu...
Deixo o dourado,
Para pintar os sonhos teus...

Nas noites lindas de luar...
Trago as sementes...
Das flores mais belas que há...
Entrego ao anjo da noite...
Para somente agradar...

Pelas noites tão lindas de sonhos...
Que passamos ao luar...
O amarelo vai perfumar...
A esperança de verde semear...
Por todo o azul do céu...

Com tons de dourado a destacar...
Como a cor do mel...
Nas noites lindas de luar...

De vermelho pinto as flores...
Com branco desenho um anjo...
Pra nos visitar, nas noites de luar...

O vermelho das cores vibrando...
Reflete a chama das paixões...
Exalando seu perfume...
Machucando corações...
"Sonia Santos"

Desejo-te um lindo fim de semana.

Beijos:)

Kafé Roceiro disse...

Amigo,
Nunca os abandono. O lance é que na roça não tem internet rápida. É uma morosidade que dá medo e preguiça. Estou postando já com dificuldade. No mais, tamos aí. Meu amigo, é revoltante a postura dessa "sujeita". "juíza"? Nunca foi nem nunca será. Nem aqui nem no planeta que você disse. Cada dia que passa chegamos à conclusão que estamos afundando num mar de lama cada vez mais sujo e sem volta. Fala sério, esse "dimenor" não sabia o que estava fazendo? Eu, hein?

Abraço amigo.

Patacoadas do Cleber disse...

Oi, Jorge. Coisas do Brasil. Vi outro dia que uma cidade andou "devolvendo" alguns mendigos para suas cidades de origem e várias autoridades deram o berro, achando isso um absurdo. Acho que todos devem ter seu direito de ir e vir, mas a reação das autoridades fica completamente desproporcional diante de casos de crimes hediondos quando acham tudo normal. Abração.

marconi leal disse...

Jorge, meu velho, sei não, mas tenho pra mim que a maioria de nosso Judiciário é composta de habitantes de Higel 7...

Alexandre, The Great disse...

Jorge.
Estamos vivendo o "inferno" que foi forjado durante mais de 30 anos, quando começou a derrocada do ensino no Brasil com uma tal de "Lei de Diretrizes e Bases da Educação". Até então o ensino público era de qualidade ímpar, já o ensino particular era estigmatizado com a sigla "P.P.", ou seja, "pagou, passou", lembra?
Os comunas na época, um pessoalzinho da UNE que fazia greves e badernas nas escolas nos idos de 67 e 68, resolveu "revolucionar" a educação. De lá para cá, de tombo em tombo, chegamos ao clímax: um iletrado a dirigir a nação, cercado de vigaristas e aproveitadores. Este quadro não se formou da noite para o dia.

Obrigado pela força.


Alexandre, The Great

José Alberto Mostardinha disse...

Viva:

Desejos de uma boa Páscoa cheia de saúde e boa disposição.
Um abraço,

Saramar disse...

Jorge, vim lhe desejar feliz páscoa!

beijos

Patacoadas do Cleber disse...

Caro amigo, que tenha felizes momentos com seus familiares e amigos e muito chocolate que ninguém é de ferro... Abraço