9 de nov de 2006

Filhos? Bom tê-los mas, onde metê-los?


"Votem no Pitta, e se ele não for um bom prefeito, nunca mais votem em mim" apregoava Maluf nos idos de 1996 quando ordenava ao seu rebanho eleitoral que elegessem seu secretário de finanças Celso Pitta.

Mesmo depois do Pittanic afundar de maneira tão vergonhosa, arrastando para a profundezas de um mar de lama 13 ações civis públicas e ter dado o cano no equivalente a metade da arrecadação do município (3,8 bilhões de reais na época) e ainda ter sido considerado o pior prefeito que São Paulo já teve em todos os tempos, o filho de Maluf continua metido em maracutaias. Pelo menos é o que a pasta de Victor, filho de Celso Pitta, promete revelar.

As brigas entre pai e filho já eram do conhecimento público desde 2000, onde nomes como Daniella, Níceia e Carla Freitas figuravam nos escândalos familiares. Mas desta vez, o filho entregou uma pasta a Polícia Federal contendo documentos e dinheiro que incriminam o pai e já servem de alicerce para o que a imprensa está chamando de PittaGatte.

Desconheço a índole desse rapaz e reconheço que não deve ser nada mole ser filho de um pilantra compulsivo, mas faço votos que essa moda pegue, ouviu Lulinha?

Ah! Já ia me esquecendo. Ou o eleitorado de maluf não entendeu o significado da frase ou Salim adquiriu novo rebanho com um total de 667.830 cabeças de gado-eleitor.



8 bestaram:

Ricardo Rayol disse...

To achando que Maluf pregou no deserto, pelo menos funcionou e ninguem ouviu uma palavra.

Walter Carrilho disse...

Isso significa 600 mil lobotomias...

Jéssica disse...

Lembra qdo ele dizia: Eu nego...rs...
Um tremendo cara-de-pau... beijo*.*

Kafé Roceiro disse...

Amigão,
desculpe o sumiço. Meu velho está no hospital. Um abraço do Kafé.

Patacoadas do Cleber disse...

Eu não boto a mão no fogo por essa turma. Tá certo que o Pitta é um grande pilantra mas essa história toda com os seus familiares parece coisa de cunho pessoal.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Jorge:

Sabes o que te digo?
Já vai sendo tempo dos realizadores das telenovelas fazerem uma sobre a política brasileira.
É que argumento não irá faltar e...
uma coisa é certa, audiência também não.

Um abraço,

Jofre Alves disse...

Eis aqui para desejar um óptimo fim-de-semana, enquanto aprecio esta página, sempre atractiva, eternamente interessante, continuamente apelativa, por todos os motivos. Um hábito que se tornou imprescindível, claro, porque a qualidade é muita. Frase de político não tem significado, é conversa para convencer tansos.

marconi leal disse...

Jorge, eu acho que se o Hitler fosse candidato a deputado por São Paulo ele também se elegeria... Aqui, não tem jeito!