27 de abr de 2006

Nostalgia

Fascínio tenho eu Por falsas louras
(aí, a negra lingerie)
Com sardas
Sobrancelha feita a lápis
E perfume da Coty
Na boca

Dois pivots são graciosos
Entre jóias naturais
E olhos tais minúsculos aquários
De peixinhos tropicais
Eu conheço uma assim

Uma dessas mulheres
Que um homem não esquece
Ex-atriz de TV
Hoje é escriturária do INPS
E que, dia atrás
Venceu lá no concurso de Miss Suéter
Na noite da vitória

Emocionada, entre lágrimas falou:
- "Nem sempre a minha vida foi tão bela
Mas o que passou, passou...
Dedico esse título a mamãe
Que tantos sacrifícios fez
Pra que eu chegasse aqui, ao apogeu
Com o auxílio de vocês"
Guardarei para sempre

Seu retrato de miss com cetro e coroa
Com a dedicatória que ela
Em letra miúda, insistiu em fazer:
"Pra que os olhos relembrem
Quando o teu coração infiel esquecer"

Letra de Miss Sueter - João Bosco

2 bestaram:

Marco Aurélio disse...

Jorge

Eu prefiro as morenas!
Você tem razão.O Faustão com aquela pança enfiada dentro da calça com aquelas pernas fininhas parece um barril de chope em cima de um tamborete.
Estou divulgando no post de hoje um pouco de um material que está sendo elaborado por um grupo de alunos das escolas onde leciono que trata da física no cotidiano. Se tiver um tempinho, gostaria que olhasse. Mais uma vez, obrigado pela participação na eleição do Pior apresentador (programa) da televisão Brasileira.

Tudo de bom

Corélio

Jorge Sobesta disse...

Marco,

De um certo ângulo uma falsa loura é na verdade uma morena!