16 de mar de 2009

Lançamento

Chega este mês às livrarias a tão esperada narrativa do publicitário trambiqueiro Marcos Valério.

O livro trás o relato dos incríveis 98 dias em que ficou preso na penitenciária de Treme-em-pé, SP, onde o próprio Valério conta, era espancado por quatro meliantes em dias alternados, num total de 49 surras.

Memórias do Cárcere trás ainda fatos inéditos dos dias de terror, principalmente daqueles em que Valério não apanhava e, pelo contrário, era alvo do amor de seus algozes - o comovente relato de como quatro bandidos pés-de-mesa lhe entupiam o valerioduto.

Quatro homens cruéis e sem nenhum respeito a moral alheia. Tão cruéis que , desde a liberação do mensaleiro, nunca lhe telefonaram, nada de e-mails, nem mesmo um bilhetinho de lembranças.

Valério conta como está partido seu coração, além da cara, dentes e meia dúzias de ossos.

Não deixe de ler Memórias do Cárcere, de Marcos Valério.

Um lançamento da Sôbesta Edtora, 171 páginas.

5 bestaram:

Fábio Mayer disse...

Não existia faroeste a italiana?

Pois é, isso aí pé ficção científica à brasileira... rico e político não vai para a cadeia aqui no Brasil!

Walter Carrilho disse...

E aí, no dia 172 de prisão, ele compra o presídio inteiro e se torna um exemplo de empresário criativo... Um belo fim para o livro, que tal?

Anônimo disse...

Otimo livro de auto ajuda para os mais de 500 bandidos confinados sem regalias em Brasília.
Quer dizer que botaram o careca o no Careca??????????
Que dó..........

Patrick Gleber disse...

E esse livro vai se encaixar em que lista: auto-ajuda, exoterismo, ficção, não-ficção ou manual filoterrorista?

PS: Faz tem que escrevi para o meu blog, mas estou de volta. Gostaria de ter seus comentários novamente. Escrevo sobre a negativa de Dilma que teria sido presa, durante a ditadura, por ação armada.

Abraço

Patrick Gleber
www.blogdopatrick.blogspot.com

Thiago Barbosa disse...

Quero este livro viu hehehe como sempre, sôbesta tirando muita onda com esses trapalhões da nossa política, abraços!