4 de dez de 2006

Deputados cretinos , projetos imbecis


O esquisito da foto é o Deputado Nazareno Fonteles PT/Piauí (será coincidencia?) além de criar o projeto de lei que instituiu o Dia do Vaqueiro é autor do brilhante projeto para confiscar dinheiro dos trabalhadores através do que simpaticamente batizou de Poupança Fraterna.

Trata-se de um projeto de 2004 que estipula um consumo máximo para cada brasileiro de até 10 vezes a renda per capta mensal calculada pelo IBGE, para seu sustento e o de seus dependentes. Detalhe, apesar do texto estar confuso quanto ao valor máximo ( quem tiver estômago leia
aqui na agência de notícias da Câmara) , vamos supor que fique em R$ 7.200,00. O Deputados que estão ganhando R$ 16,7 mil atualmente e querem aumentar para R$ 24,5 mil teriam seus salários confiscados em R$ 17,300 mil? NÃÃÃO!! Eles não pagavam Imposto de Renda Retido na Fonte até pouco tempo atrás, porque pagariam um empréstimo compulsório? Dá-se um jeito quando se legisla em causa própria.

Vamos aos fatos:

- O dinheiro ficaria retido numa conta em nome do depositante num banco a sua escolha, desde que seja Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, que é o mesmo que estar nas mãos do governo;

- O confisco teria a duração de 7 anos. Uma vez que ele foi elaborado em 2004, estariam incluidos os 6 anos da ditadura lulo-petista (contando com a reelição) e um ano para a cambada estar bem longe quando a bomba estourar nas mãos do governo seguinte.

- A conta seria remunerada em 50% do rendimento da poupança e seria devolvido nos catorze anos seguintes em prestações mensais de valores equivalentes à metade de cada um dos depósitos realizados.

- O confisco seria retido na fonte pagadora.

O que o Nobre deputado argumentou foi que o objetivo desse roubo seria para "fortalecer os valores humanísticos de fraternidade, liberdade e igualdade, que facilitarão e possibilitarão a todos os brasileiros acesso aos bens essenciais." e ainda acrecentou "A fome em que vivem milhões de seres humanos deve-se à má distribuição da renda e da riqueza, e não à escassez de alimentos" .

Concordo que a renda é mal distribuida, pois um deputado federal quer ganhar 24.5 mil reias, fora mordomias, cala-bocas e o famoso extra, numa jornada que vai de terça a quinta feira.

Portando, você que ganha mais de R$ 7.500,00 trabalhando 6 ou 7 dias por semana, que amassou o banco de uma faculdade por no mínimo 4 anos ou suou a camisa para chegar onde está é o verdadeiro culpado pela miséria desse país, e não pessoas como Clodovil, deputado federal sem projeto que amassou a bunda em outro lugar e que "trabalha" 3 dias/semana.

A boa notícia é que o tal projeto foi rejeitado, pois esbarra nas leis que impedem que confiscos como os de Collor e Sarney voltem a acontecer.

As más são que o Ilustre Deputado foi reeleito em 2006 e o projeto ainda existe na Comissão de Finanças e Tributação. Talvez esperando uma brecha na lei para ser posto em prática.

A minha sujestão é que se o nobre deputado está no clima de revolução francesa quando fala em Liberdade, Igualdade e Fraternidade é que lhe seja apresentada de perto uma guilhotina para sua concientização.

PS: a íntegra do projeto está
aqui, leia por sua conta e risco.

13 bestaram:

cleber disse...

Caro Jorge,
Se o Collor tivesse feito o confisco num país como a França não teria sobrevivido para um novo mandato como o que teremos que engolir agora...

David disse...

Jorge,

Não vou comentar porque não gosto de usar palavras de baixo calão no blog de outrem. Mas dá para imaginar o que me passa pela (porca) mente né?

Saramar disse...

Jorge, você tem razão.
O pior é a perspectiva de tal absurdo ainda ser aprovado como tantas idiotices que já vimos passar por aquela casa dos horrores em dose dupla chamada de congresso nacional.

beijos

Jorge Sobesta disse...

David,

Fique a vontade para falar um sonoro Puta que Pariu e outras palavras de baixo calão.

Pelo menos aqui nesse cantinho os cidadãos tem plena liberdade de expressão.

Abç.

Silvia disse...

Quem é que ainda confia nesses gaijos???
São todos uns vigairistas, desculpa mas para mim falar de politicos e como estarem calados. Não gosto de nenhum deles.

As orelhas ficam-lhe mesmo a matar:)

Beijos e um :)

Ricardo Rayol disse...

Minha sugestão é que o nobre deputado vá tomar no olho do Charlie-Uniform... Isso é uma bizarrice medonha e jamais seria posta em prática exatamente pelo motivo que está escrito. Como fariam juizes e comapnhia? Palhaçada que não ajuda em nada o país.

Kafé Roceiro disse...

Amigão,
Essa é de lascar e eu com toda certeza tô de acordo com meu irmão Rayol de que esse cabra deve tomar um Chá com Urtiga. Abraço, inté, meu amigo!

marconi leal disse...

Por essas e outras é que me ufano do meu país!

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Jorge:

Por aquilo que contas, e salvo melhor informação, esses sujeitos não passam de uma cambada de gatunos mesmo.

Um abraço,

Walter Carrilho disse...

Que tal essa contribuição ser exclusiva para deputados? Não seria uma boa?Imagina a bufunfa!

Axiológico disse...

OUTRO PROJETO IMBECIL

JÁ APROVADO....

É AS NOVAS REGRAS SOBRE USO DE CAPACETES PARA MOTOS NO BRASIL... LEMBRA O PROJETO DO "KIT PRIMEIROS SOCORROS" QUE FEZ MUITA GENTE GANHAR DINHEIRO COM AQUELA PORCARIA... AGORA QUEREM CAPACETES COM VÁRIAS FRESCURAS ETC... E A PUNIÇÃO PARA QUEM NÃO TIVER OS REFLETORES OU SELINHO GAY DO INMETRO É: MULTA GRAVÍSSIMA E RECOLHIMENTO DA CNH... OU SEJA MESMA PUNIÇÃO APLICADA À MOTORISTAS BÊBADOS OU QUEM FAZ RACHA NAS RUAS ETC... TOTALMENTE IMBECIL E DESPROPORCIONAL....

ABRAÇO www.axiologico.blogspot.com

Carlos Amato disse...

Jorge,

Confisco na poupança dos outros (com duplo sentido mesmo!) é refresco!

Abraço!

Blogildo disse...

Seguuuuuuuuuuuuura, Peão!